Escolhendo uma estratégia de controle de pragas

Escolhendo uma estratégia de controle de pragas

Pra controlar pragas, você tem que escolher uma estratégia que melhor atenda às necessidades da praga. As estratégias de controle de pragas são capazes de ser divididas em três categorias: controle químico, controle biológico e exclusão. Cada tipo de estratégia de controle de pragas tem seus próprios proveitos e desvantagens. Pra encontrar a incrível solução, você necessita solucionar qual estratégia funcionará melhor e qual será mais danoso ao meio ambiente e às pessoas. Ao escolher uma estratégia, você necessita considerar o tipo de praga e a quantidade de controle necessária. Caso você gostou desse postagem e amaria ganhar mais informações sobre o conteúdo relativo, encontre por esse hiperlink https://www.ddribeira.com.br/detetizacao-ou-dedetizacao-saiba-o-termo-correto/ mais dados, é uma página de onde inspirei boa parte dessas dicas.

Exclusão

Uma organização de exclusão bem -sucedida se concentrará em discernir e fechar quaisquer aberturas que as pragas possam utilizar pra integrar uma estrutura. O recurso de construção envolvido na exclusão é complexo e requer a experiência de um especialista em controle de pragas. Como o serviço de exclusão requer técnicas de construção especializadas, as taxas de uma organização devem ponderar isso. Além do tempo e dos equipamentos envolvidos, a eliminação assim como requer experiência na identificação de pragas e encontrando as aberturas que as pragas fazem uso pra comprar entrada.

Em grandes edifícios, um modo de exclusão de pragas envolve selar todos os pontos de entrada possíveis. Isso adiciona aberturas, tubos de drenagem e brotos de lixo. Durante o tempo que algumas partes de um edifício devem permanecer ventiladas, as janelas necessitam permanecer fechadas e a malha da tela presa. Enfim, os edifícios interiores devem ser protegidos de qualquer fonte de alimento, como madeira e detritos podres. É neste local que os especialistas em controle de pragas recomendam usar a eliminação para controle de pragas. Os métodos de exclusão são econômicos e eficazes.

Repulsão

A repulsão como esquema de controle de pragas poderá ser usada em muitas configurações. O campo elétrico poderá ser frequente, intermitente ou pulsante. A força do campo podes ser ajustada pra repelir insetos. O dispositivo é geralmente usado numa sala, área de estar ou área de dormir. Bem como podes ser usado pra impedir que os insetos entrem em uma abertura específica. Para repelir insetos, ele precisa ser posto dentro de uma sala ou numa superfície externa.

A distância entre os 2 eletrodos é a melhor escolha pra repelir insetos. O campo elétrico tem que ser de pelo menos 2,5 kV. Contudo, um campo elétrico de aproximadamente 3,cinco kV será efetivo. Um momento adicional na implementação de um mecanismo que utiliza repulsão como segredo de controle de pragas é juntar um equipamento de proteção de toque. Esse mecanismo impedirá que os insetos entrem em contato com os eletrodos ou a barreira, o que repelirá os insetos.

Controle biológico

O exercício do controle biológico como estratégia de gerenciamento de pragas reduz a indispensabilidade de pesticidas químicos, reduzindo desse jeito o potencial de resistência a estas substâncias. O controle biológico poderá ser competente pra gerenciar populações de pragas afetadas por doenças, danos ou resistência a pesticidas. Os métodos de controle biológico normalmente estão acessíveis para os proprietários, sempre que o controle biológico clássico é limitado a profissionais científicos. As seções a escoltar fornecem uma visão geral do controle biológico e como ele pode ser usado pra controle de pragas.

O controle biológico usa organismos vivos, como nematóides, parasitóides e predadores pra matar pragas. Muitas destas criaturas são adversários naturais das pragas em dúvida. A conservação desses organismos e a construção em massa de novos conseguem auxiliar a ampliar o controle biológico. As liberações periódicas dos nematóides podem ser usadas pra matar insetos específicos. Os agentes de controle biológico geralmente estão acessíveis no mercado e necessitam ser selecionados pra se fixar pela praga.

Controle químico

Além dos métodos orgânicos, o controle químico do controle de pragas também é capaz em novas situações. Tendo como exemplo, algumas plantas e animais resistentes a pragas podem ser usados ​​para controlar as populações de outros insetos. Como essas espécies resistentes a pragas não têm um oponente natural, elas se multiplicam rapidamente e são capazes de sobrecarregar uma agricultura inteira. Outra ansiedade são os perigos dos poluentes orgânicos persistentes, que podem causar respeitáveis conseqüências à saúde de organismos não-alvo, como câncer e interrupção endócrina. Diversos tipos de pesticidas químicos estão disponíveis, de líquidos a sprays duros.

Os reguladores de crescimento de insetos – um produto químico que inibe a reprodução e desenvolvimento de insetos – trabalham interrompendo os hormônios dos insetos. Estes pesticidas são frequentemente chamados de “pesticidas de traço mínimo” – pelo motivo de não são registrados na EPA. Alguns outros produtos químicos são chamados de “moluscicidas”, que são usados ​​para controlar moluscos. Algumas formas de controle químico são orgânicas, derivadas de ingredientes naturais. Se chegou até aqui é em razão de se interessou a respeito do que escrevi nesse post, correto? Pra saber mais sugestões sobre o assunto, recomendo um dos melhores blogs sobre isso esse conteúdo trata-se da fonte principal no foco, encontre nesse lugar Dedetização https://www.ddribeira.com.br/detetizacao-ou-dedetizacao-saiba-o-termo-correto/. Caso necessite podes entrar em contato diretamente com eles na página de contato, telefone ou email e saber mais.

Posts relacionados indicados pelos visitantes do website:

Veja mais

Recomendado Site

visite minha página inicial

Escolhendo uma estratégia de controle de pragas 1

Altamente recomendado site